Quais são os princípios do empoderamento feminino

Nunca se falou tanto em empoderamento feminino quanto nos últimos anos.

Para se ter uma ideia, o termo ‘empoderamento feminino’ foi um dos termos mais buscados no Brasil no ano de 2016 e, de lá para cá, esse movimento tem ganhado cada vez mais força e destaque em todo o mundo. Mas você sabe o que significa, de fato, empoderamento feminino?

Em primeiro lugar, é preciso não confundir empoderamento feminino com feminino, pois são coisas totalmente distintas.

No feminismo, que é um movimento ideológico, a igualdade social, política e econômica entre homens e mulheres são pregadas e defendidas.

Já o empoderamento feminino é uma forma de conscientização coletiva, realizada através de ações, que fortalece a mulher para que ela possa e consiga desenvolver a igualdade entre os homens. 

O empoderamento pode ser voltado para diversos grupos que não apenas as mulheres. Empoderamento é ter o poder sobre si. Existem grupos de empoderamento negro, empoderamento de idosos e vários outros grupos.

Um dos objetivos do empoderamento é chamar a atenção para um grupo de pessoas, de certa forma, oprimidas ao longo dos anos, para que esse grupo ganhe maior visibilidade e atenção.

Empoderamento feminino e seus princípios

Empoderamento Feminino - um olhar crítico sobre nossa sociedade

O conceito de empoderamento feminino surgiu ainda no século XIX e foi tomando força ao longo dos anos como uma espécie de movimento filosófico, social e político.

Em 2010, a ONU (Organização das Nações Unidas) fez o lançamento daqueles que são os princípios do empoderamento feminino em todo o mundo. Veja quais são eles:

  • Liderança: tem como objetivo promover a igualdade de gênero em cargos de liderança corporativa, ou seja, nas empresas, em todos os níveis.
  • Igualdade de oportunidades, inclusão e não discriminação: esse princípio tem como objetivo o tratamento igualitário e justo entre homens e mulheres no trabalho, com respeito aos seus direitos e sem qualquer tipo de discriminação.
  • Garantir saúde, segurança, fim da violência e bem-estar de mulheres que exercem suas funções dentro de uma empresa. Estão dentro deste princípio coibir todas as formas de violência contra a mulher no trabalho, sejam elas verbais, físicas, além de ações preventivas e de combate ao assédio sexual.
  • Educação e formação: promover ações visando a educação, capacitação e desenvolvimento profissional das mulheres para estimular o seu avanço na profissão.
  • Desenvolvimento empresarial: implementar o apoio ao empreendedorismo feminino através de políticas e ações que também incentive os fornecedores e fornecedoras de uma empresa a adotarem as mesmas políticas para igualdade entre homens e mulheres, inclusive promovendo ações de marketing que tenham como objetivo difundir esses valores.
  • Liderança comunitária e engajamento: promover ações e políticas sólidas com o objetivo de garantir a igualdade de gênero na comunidade, estimulando o engajamento comunitário para empoderar jovens e mulheres.
  • Controle de progresso: realizar medições, documentá-las e publicá-las com o objetivo de manter o registro dos avanços das ações de promoções e políticas de empoderamento feminino e igualdade entre os gêneros.

Apesar de os princípios do empoderamento feminino ser um documento global, a realidade observada, principalmente no Brasil, é que ainda existe uma longa jornada para alcançar esses objetivos de uma maneira mais ampla e consistente.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.