Merneith: conheça a primeira mulher a se tornar rainha no mundo

Merneith. O Egito Antigo é um dos berços da civilização. E foi também no Egito Antigo que surgiu a primeira mulher a se tornar rainha faraó da História.

Os registros históricos apontam Merneith ou Meritneith como uma das primeiras rainhas a exercer o seu reinado na história, o que aconteceu durante a primeira dinastia no Egito Antigo, em torno do terceiro milênio antes de Cristo, embora não seja possível precisar um período exato.

É possível que sua existência tenha se dado entre 6.000 e 3.150 a.C

Por conta da imprecisão nos registros históricos, é possível que Merneith, cujo nome significa Amada de Neith, tenha sido filha do faraó Quenquenés e esposa de Uenefés, o que pode significar que a mesma tenha pertencido à linhagem do faraó Narmer, responsável pela unificação do Egito.

Existe uma série de menções à Merneith em diversos selos e inscrições relacionados aos faraós Quenquenés, Uenefés e Usafedo, faraó de qual foi mãe.

Conheça a história de Merneith

Ancient Egyptian Queen Neithhotep, Narmer's wife – Akhbrna today's news

Encontrado na tumba de Usafedo, um selo pertencente à realeza trazia a inscrição “Mãe do Rei, Merneith”, o que levam os historiadores a crer em sua posição de rainha e esposa do faraó Uenefés.

Merneith se tornou governante do Egito com a morte de Uenefés pelo fato de seu filho, Usafedo, ainda não possuir idade para assumir sua posição no trono por direito.

Algumas evidências reforçam a ideia de Merneith como rainha, como o posicionamento de sua tumba, em Abidos ou Uum al Qaab. A tumba de Merneith era a única no meio às outras tumbas pertencentes a homens e foi encontrada ao lado da tumba do faraó Uenefés.

As dimensões da tumba de Merneith são as mesmas destinadas aos reis do Antigo Egito, na qual também foram encontradas duas estrelas funerárias com seu nome inscrito.

Seu nome também foi encontrado em diversos objetos na tumba do faraó Quenquenés, além de ser o único nome feminino a figurar na lista dos reis da primeira dinastia do Antigo Egito.

Apesar de todas as evidências apontarem para o fato de que ela tenha governado o Egito Antigo apenas enquanto seu filho não atingia a maioridade para assumir o trono como faraó, é possível que Merneith tenha influenciado o reinado de Usafedo, considerado um dos mais bem sucedidos da primeira dinastia, mesmo fora do trono.

A tumba da rainha Merneith foi descoberta em 1900, pelo arqueólogo e especialista em história do Egito, Flinders Petrie, extremamente bem preservado.

Uma das curiosidades acerca de sua tumba é que, dentro do túmulo, havia sido encontrada uma espécie de embarcação/navio vazio, com aproximadamente 18 metros de comprimento, medida que significava se tratar de um barco real.

Outra curiosidade é que, ao lado da sepultura da rainha Merneith havia 118 corpos sepultados. Segundo especialistas, estes corpos seriam de seus servos, sendo que 41 deles eram homens e 77, mulheres.

Mesmo que talvez nunca seja possível a exatidão das informações, os registros históricos mostram que Merneith foi uma rainha que durante o seu governo do Antigo Egito exerceu poderosa influência para o equilíbrio daquela nação.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.